PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER CADASTRE-SE AQUI

CONTATO

31 3222.0259 mapa
Rua da Bahia, 1900, 4º andar, Lourdes - Belo Horizonte
31 3335.8560 mapa
Av Olegário Maciel, 1600. Lourdes Shopping Diamond Mall - Belo Horizonte
6 mar 2014

Durante a menopausa, esporte em equipe compensa a perda de estrogênio

Quando as mulheres entram na menopausa, os níveis de estrogênio caem. Isto aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Uma nova pesquisa da Universidade de Copenhague mostra que esportes de equipe podem compensar essa perda de estrogênio, uma vez que melhora as suas condições, reduz a pressão arterial e, assim, protege o sistema cardiovascular.

Enquanto o envelhecimento e uma série de transformações físicas andam de mãos dadas para todos, a menopausa tem influência significativa sobre as mudanças físicas nas mulheres.

O estrogênio, principal hormônio sexual feminino, é um guardião importante do sistema vascular feminino. Assim, como os níveis de estrogênio caem durante a menopausa, o risco de um aumento da pressão sanguínea e no desenvolvimento de doença cardiovascular, aumenta.

Um novo estudo da Universidade do Centro de Copenhague aborda a questão.

Alterações no sistema cardiovascular ocorrem logo após a menopausa

“Os resultados demonstram que a pressão arterial entre as mulheres na pós-menopausa é 10% maior imediatamente após a menopausa do que na mesma faixa etária, comparando com as mulheres na pré-menopausa. Elas também apresentaram níveis mais elevados de um marcador precoce de aterosclerose”, explica o pós-doutorado Michael Nyberg.

A novidade deste estudo é que os pesquisadores investigaram os efeitos do estrogênio em mulheres da mesma idade, antes e após a menopausa. Estudos anteriores não fizeram esta comparação. Em vez disso, eles investigaram mulheres com 15 ou 20 anos de idade após menopausa. Portanto, eles não foram capazes de determinar se as mudanças foram devido à idade ou a perda de estrogênio.

Os resultados do estudo recente foram agora publicados na conceituada revista  The American Journal of Physiology.

 Atividade física previne doença cardiovascular entre mulheres

Em uma tentativa de evitar o aumento do risco de doença cardiovascular, o estudo examinou o efeito do treinamento físico de 12 semanas entre as mulheres na pós-menopausa.

 Os resultados foram claros

“Depois de apenas 12 semanas de prática, com frequência de duas vezes semanais, as condições das mulheres tinha melhorado e sua pressão arterial foi reduzida em 4 mmHg, que se correlaciona com um risco 40 % menor de derrame”, explica o professor e Diretor do Centro Jens Bangsbo .

Continuando, Bangsbo afirma que “Além disso, houve uma evolução positiva em relação aos níveis de substâncias vitais para a função dos vasos sanguíneos, incluindo uma redução de 20 % nos marcadores associados com arteriosclerose”.

“Os resultados demonstram que a equipe de esportes que inclui exercícios intervalados são uma oportunidade para o tratamento hormonal, em relação ao estrogênio, porque se pode evitar uma série de efeitos colaterais indesejáveis ​​” segundo o pós-doutorado , Michael Nyberg.

 Esporte de equipe – Diversão bem como atividade saudável

“Outra vantagem de um esporte de equipe, é que os participantes se divertem. Isso é importante, porque quando uma pessoa está envolvida em um esporte de equipe, ela não se preocupa com a intensidade do exercício. Os participantes realmente não prestam atenção a alta intensidade envolvida nos treinos. Essa é uma das principais razões que explica porque essas mulheres foram capazes de alcançar os benefícios  em apenas 12 semanas “, explica Nyberg .

“O fato de que os participantes se divertiram e gostaram de estar com outras pessoas, também garantem a continuidade no esporte após a conclusão do estudo – que aborda uma questão fundamental: Como é possível motivar e não menos importante, manter as pessoas interessadas em uma atividade física saudável – Esporte em equipe é a resposta”, acrescenta Jens Bangsbo .

Fonte: Medical News Today