PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER CADASTRE-SE AQUI

CONTATO

31 3222.0259 mapa
Rua da Bahia, 1900, 4º andar, Lourdes - Belo Horizonte
31 3335.8560 mapa
Av Olegário Maciel, 1600. Lourdes Shopping Diamond Mall - Belo Horizonte
24 fev 2014

Reduzir o risco de quedas, motivando as pessoas mais velhas a fazer o exercício preventivo

Todos os anos, um terço das pessoas com mais de 65 que vivem no Reino Unido vão experimentar um episódio de queda.

Isso não só provoca sofrimento emocional considerável e danos físicos, mas também os custos de um sistema de saúde já sobrecarregados com mais de 1 bilhão por ano.

Fortalecimento simples e treino de equilíbrio podem, efetivamente, ajudar a prevenir as quedas. Mas, pesquisas em Bournemouth University mostram que apenas uma minoria de pessoas idosas irá realizar estes exercícios.

Dr. Samuel Nyman estudou a melhor forma de motivar as pessoas em risco de queda a completar realmente os exercícios, bem como ações de sensibilização para a importância da força regular e treino de equilíbrio.

“A queda é um problema enorme e complexo. Ela tem um monte de fatores de risco e não há apenas uma solução”, disse o Dr. Nyman , professor titular de Psicologia, que está trabalhando com os profissionais de saúde e os próprios idosos.

“É um problema para as pessoas de idade mais avançada, pois seus tempos de reação são mais lentos, por isso, eles são menos propensos a impedir a queda. As conseqüências também são muito maiores. Quedas podem resultar em fratura, que é uma das principais causas de internação em casas de cuidados”.

Quedas de indivíduos com 65 anos ou mais representam mais de 50% das admissões hospitalares relacionadas com a lesão, e 40% de todas as mortes relacionadas com a mesma lesão. Isto tem um impacto econômico significativo no NHS, com custos de chamadas externas, ambulâncias e maior necessidade de assistência social. Mas o Dr. Nyman explica que pode haver efeitos psicológicos muito prejudiciais também.

” Se as pessoas desenvolvem um medo de cair de novo, elas reduzem sua atividades, saem menos e consequentemente diminuem o relacionamento interpessoal,  tornando-se socialmente isoladas e sentindo-se solitárias. ”

 

As evidências mostram que o treinamento de força e equilíbrio é a maneira mais eficaz de prevenir quedas de pessoas idosas que vivem na comunidade.

[…]

“Não se trata apenas de dar às pessoas a informação, é preciso ver o que funciona e o que pode impedir que elas evitem os exercícios”.

O trabalho do Dr. Nyman tem sido usado para educar os profissionais de saúde que trabalham com pessoas mais velhas, por meio de um curso de formação, um recurso on-line, e um novo site www.freshbalance.org.uk baseado em evidências que fornece conselhos sobre as melhores formas de exercício para prevenir a queda.

[…]

Fonte: Medical News Today